Intimidade é a raiz da Santidade

“Ora, a mensagem que dá parte dele temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há n’Ele treva alguma. Se dissermos que mantemos comunhão com Ele e andamos em trevas mentimos e não praticamos a verdade” l Joao 1:5-6
Ser íntimo é ter um relacionamento de profundidade no qual você conhece muito bem uma pessoa e ela te conhece. É ter liberdade entre si, ter comunhão, e poder conversar sobre tudo, ser sincero, dizer o que precisa ser dito.
Também existe muito amor envolvido nessa relação, por isso comumente ouvimos falar de intimidade relacionada à sexualidade. Ter intimidade é estabelecer uma relação de segurança e amor, seja ela entre amigos, família ou entre um casal, ou na relação que vamos falar aqui, entre você e Deus.
Tenho descoberto cada vez mais que a intimidade é a raiz da santidade e a santidade é o caminho para agradar o coração de Deus, vou explicar.
A santidade é uma constante busca. Ser santo é fugir até mesmo da aparência do mal, andar como Jesus andou quando veio à terra: incorruptível. Ser santo é renunciar sua própria natureza carnal, renunciar vontades, desejos, prazeres e ser totalmente e incondicionalmente entregue à vontade de Deus.
“Se dissermos que não temos pecado nenhum a nós mesmos mentimos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.” l João 1:9
Assim como está no texto, se dissermos que não temos pecado, mentimos. Estamos em um mundo corrupto e já nascemos em pecado, mas diferente do que automaticamente pensamos, ser santo não é ser perfeito. Alcançar a santidade está relacionado ao caminho. Segundo alguns dicionários ser santo é: ser verdadeiro, autêntico, real, onde não se acha corrupção (informal); algo dedicado a Deus (Priberam); pessoa essencialmente pura, que vive na lei de Deus, um bem aventurado (Aurélio); pessoa cuja conduta e o comportamento servem de exemplo (Dicio);
Diferentemente de ser perfeito, o que é impossível para a nossa natureza, todas essas definições estão ao nosso alcance, ao alcance de uma decisão.
Já percebeu a facilidade que temos de pegar as manias dos amigos? Trejeitos, gírias, expressões. Tem aquelas amizades nas quais estamos tão juntos que até a maneira de se vestir fica parecida, fica comum dizerem: “você está andando muito com fulano, você está igualzinho a ele”. Então como podemos ser mais parecidos com Jesus? Sendo amigos dEle!
É engraçado como essas duas coisas se relacionam tão estritamente, fica difícil descobrir qual é o fim em si, qual se sustenta. Buscamos a santidade para sermos íntimos de Jesus ou intimidade para sermos santos? Apesar desse dilema filosófico os dois te levarão a Deus. A maioria das pessoas diz ser difícil permanecer em santidade mas, na verdade, estão apenas sem foco. Deus sabe que somos falhos, escreveu em sua própria Palavra isso. O ponto principal é sermos sinceros com Deus e com nós mesmos, nos arrepender e não desistirmos jamais.
Alcançar a santidade é totalmente atingível por mim e por você, porém não vai ser algo que vai descer do céu, nos tomar e nos mudar completamente. Tudo envolve decisão. Quando eu decido orar, adorar, conversar com Deus e estabelecer um relacionamento naturalmente, o pecado se torna desprezível aos nossos olhos; uma cruz muito mais leve.
Buscai ao senhor enquanto se pode achar.
Vinicius Castro

2 comentários sobre “Intimidade é a raiz da Santidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s